Federação de Futebol do Espírito Santo

  • Sociedade Desportiva Serra F.C.
  • Esporte Clube Aracruz
  • doze-futebol-clube_big
  • porto-vitoria-f-c_big
  • Estrela do Norte F. C.
  • Grêmio Esportivo Laranjeiras
  • Espírito Santo FC
  • Rio Branco Atlético Clube
  • Desportiva Ferroviária
  • Vilavelhense F.C.
  • Linhares F. C.
  • Botafogo F.C.
  • Colatina Sociedade Esportiva
  • Esporte Clube Tupy
  • Real Noroeste F.C.
  • C.E.R.A.A. São Mateus
  • Espírito Santo Sociedade Esportiva
  • Vitória F. C.

Sociedade Desportiva Serra F.C.

Sociedade Desportiva Serra F.C.

História

A Sociedade Desportiva Serra Futebol Clube é um clube cuja a sede fica na cidade de Serra. Seu uniforme é composto de camisa com listras verticais vermelhas, pretas e brancas, calção preto e meias pretas. Manda seus jogos no Estádio Roberto Siqueira Costa, o Robertão, com capacidade para 1.040 mil espectadores.

O Serra foi fundado como time amador no dia 24 de junho de 1930. Porém a equipe só veio a se profissionalizar no ano de 1997, ano em que disputou pela primeira vez uma competição oficial.

No ano de 1998 o Serra disputou pela primeira vez o Capixabão, fazendo uma campanha regular, terminando o campeonato na 6°colocação.

Em 1999 o Serra viveu o melhor momento da sua história, o Clube liderado pelo atacante Betinho conquistava o inédito Campeonato Capixaba, título que deu início à ascensão do clube no cenário capixaba, que culminaria com a bela campanha na Série C do Brasileiro daquele mesmo ano – quando o tricolor serrano conseguiu o acesso para a Série B e venceu o Fluminense, no Maracanã por 2 x 1.

O Capixabão de 1999 começou com um favorito: O São Mateus, que havia sido vice-campeão em 94, 97 e 98, o Serra terminou na segunda colocação, seis pontos atrás dos mateenses.

No primeiro jogo do quadrangular, empate em São Mateus: 0 x 0. No segundo, no Araripe, vitória em cima do Rio Branco, por 2 x 0. Em seguida, também em Jardim América, triunfo sobre o Linhares, por 1 x 0. Após empate em 2 x 2 com o Linhares, na Terra do Cacau, bastaria ao Serra uma vitória para ser campeão.

Na noite do dia 15/07/1999, torcedores de Serra-Sede invadiram por completo o Engenheiro Araripe e fizeram uma festa inesquecível para a partida diante do São Mateus, a penúltima da fase final.

Como um predestinado, o Serra atacou o jogo todo, até conseguir o gol solitário que lhe valeu o, até então, inédito título. Betinho, no segundo tempo foi o autor do tento decisivo e deu início à festa cobra-coral que durou por todo aquele inesquecível ano de 1999 e que encheu de orgulho os serranos.

O time cobra-coral tinha como principal estrela o experiente meia Geovani, já em final de carreira, mas com a categoria de sempre. Na frente, o matador Betinho. Na cabeça-de-área, Juninho era a referência. E, na zaga, Silvério era o cão de guarda. Havia também as promessas que começavam a despontar, como Aílson e Joelson.

No segundo turno, o Serra terminou em quarto lugar e garantiu vaga no quadrangular final (junto com São Mateus, Linhares e Rio Branco) pelo índice técnico.

Na penúltima rodada do returno, no empate em 2 x 2 com o São Mateus, ocorreu um grande tumulto no Robertão, envolvendo o Batalhão de Choque da PM, jogadores serranos e a torcida tricolor. Por causa disso, o estádio foi interditado e o clube teve que mandar seus jogos, justamente no momento decisivo, no Estádio Engenheiro Araripe.

Além da alegria de conquistar o Capixabão pela primeira vez, em 1999 a torcida serrana teve mais motivos para comemorar: O clube ficou na terceira colocação do Campeonato Brasileiro da série C. O time cobra-coral fez bonito na terceirona, marcou 32 gols em 22 jogos, dos quais venceu 12. Uma das vítimas? O Fluminense, no maior estádio do mundo – o Maracanã.

O Serra na verdade foi Vice-campeão naquele Brasileiro ficando atrás somente do Fluminense, o Clube porém foi penalizado com a perda de 3 pontos por escalar um jogador de forma irregular na partida em que venceu o Náutico por 1 x 0 no Engenheiro Araripe no dia 20/12, os pontos foram dados ao time pernambucano, ficando o Serra assim com a 3° colocação no quadrangular final.

No ano 2000 o Serra ficou com o vice campeonato do Capixabão, perdendo a final para a Desportiva.

Em 2000 o clube disputou pela primeira vez a Copa do Brasil, perdendo para o Santos por 3 x 0 no Engenheiro Araripe eliminando assim o segundo jogo na Vila Belmiro.

No ano 2000 o clube também disputou a conturbada e confusa Copa João Havelange (correspondente ao Campeonato Brasileiro), o Serra participou da série B, onde acabou ficando na 17 º posição entre os 36 clubes e aplicou a maior goleada do torneio: 6 x 0 na Desportiva no Engenheiro Araripe.

Em 2001, o Serra terminou na terceira colocação da Copa Centro-Oeste.

Em 2003 volta a conquistar o Capixabão Ao derrotar, de virada,o Estrela por 2 x 1 na noite de 23/07/2003 no alçapão do Robertão, o Serra fez a festa, conquistando seu segundo título da divisão especial desde que se tornou profissional, em 1997. Preto e Evaldo fizeram os gols do Tricolor serrano, descontando Joílson para os cachoeirenses. No final do jogo, a torcida invadiu o gramado para comemorar e dar a volta olímpica com os jogadores.

Em 2003 o Serra Também conquistou o Campeonato Capixaba de juniores.

Em 2004 o Serra conquista o seu terceiro titulo estadual, o segundo consecutivo depois de uma goleada de 4 x 0 sobre o CTE no dia 11/07/2004,conquistando por antecipação o título de bi-campeão invicto do Capixabão. Ao vencer o turno e returno, o time serrano colocou um ponto final no campeonato, descartando a realização do quadrangular.

Pela Copa do Brasil de 2004 o Serra enfrentou o América-MG e perdeu de 4 x 1 no Estádio do Bambu em Aracruz, sendo eliminado logo na estréia. No Brasileiro da Série C daquele ano o Serra ficou na 19° colocação, em um campeonato que teve a participação de 60 clubes.

Em 2005 o Serra entraria para a História do futebol Capixaba ao igualar o feito de Rio Branco, Desportiva e Santo Antônio ao conquistar o seu terceiro título estadual consecutivo, o quarto de sua história.

O tricolor disputou a final do estadual daquele ano contra o Estrela,no primeiro jogo,em Cachoeiro, deu Estrela por 3 x 2. No jogo de volta no dia 25/06/2005 no Robertão lotado, o Serra perdia por 2 x 1 até os 33 minutos do segundo tempo quando Índio empatou para o time serrano, dois minutos depois Alex Passos virava para o tricolor, e aos 45 minutos com gol do artilheiro Betinho, o Serra fecheva o caixão estrelense, 4 x 2, conquistando assim o quarto capixabão da sua história o terceiro consecutivo, pra alegria do povo serrano.

Na Copa do Brasil de 2005 o Tricolor serrano enfrentou o Brasiliense, empatando o primeiro jogo em 2 x 2 no Robertão e perdeu o segundo jogo por 4 x 2 em Brasília, sendo assim eliminado da competição.

Já na Série C de 2005 o Serra ficou na 22° posição, 63 clubes participaram.

No Capixabão de 2006 o Serra só ficou na 6° colocação da competição e pela Copa do Brasil foi eliminado logo no primeiro jogo pelo Ipatinga-MG, perdendo de 3×1 para o time mineiro no Robertão.

Em 2007 o tricolor também não fez uma boa campanha pelo Capixabão e terminou a sua participação na 7° colocação.

Em 2008 o Serra voltaria a conquistar o Capixabão, o quinto da sua história, numa final disputada contra o Rio Bananal. Por ter melhor campanha na primeira fase, o tricolor jogava por dois resultados iguais e iria jogar a partida decisiva em casa.

Porém no primeiro jogo no Estádio Conilon em Jaguaré, o Serra perdeu por 2 x 1 para o time do Norte que só dependeria de um empate no segundo jogo para ser campeão. Mas no na partida decisiva prevaleceu a camisa do todo poderoso tricolor, que mesmo não podendo atuar no Robertão que se encontrava interditado, venceu por 2 x 0 no Engenheiro Araripe, gols de Índio e Richard, e o tricolor conquistava assim o seu 5°estadual.

O Serra disputou a Série C do Brasileiro de 2008 ficando na 49°colocação, 63 clubes participaram.

Em 2009 o Serra Enfrentou o CSA de Alagoas pela Copa do Brasil, e perdeu os dois jogos: 3 x 2 no Estádio da Estiva e 3 x 1 em Maceió, sendo eliminado pelo time alagoano.

Pelo Capixabão de 2009 o Serra encerrou a sua participação na 8°colocação e em 2010 o clube ficou na 5º posição do estadua l.

O Serra foi o único clube do estado que venceu até hoje no maracanã, ganhando do Fluminense por 2 a 1, em 1999, pela terceirona do Brasileiro, gols de Joelson e Agnaldo.

Ficha Técnica

NOME DO CLUBE: Serra Futebol Clube

INFORMAÇÕES GERAIS

Fundado em: 24/06/1930
Endereço: Rua Alpheu Correia Pimentel, nº 373, Caçaroca, Serra – ES, CEP: 29176-180

GRUPO GESTOR

Presidente: Carlos Henrique Cândido

CONTATOS

Telefone: (27) 99937-4339
e-mail: serrafc@futebolcapixaba.com
Site: www.serrafc.com

Filiada

  • FIFA 2
  • CBF

Patrocínio e Parceiros

  • Secretaria de Esporte e Lazer do ES
  • Ministério do Esporte - Governo Federal
  • #amores
  • LOGO KAGIVA 2
  • Icone cópia
  • Banestes
FES - Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo Segunda a sexta-feira das 13 às 19h Telefax:(27) 3038-7800
Comissão de Arbitragem Segunda a sexta-feira das 13 às 19h Telefax: (27) 3038-7816
Tribunal de Justiça Desportiva/ES Segunda a sexta-feira das 13 às 19h Telefax: (27) 3038-7815